Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

H URB Imobiliária - Blogue

Todas as informações sobre o mercado imobiliário e sobre a H URB num só local.

H URB Imobiliária - Blogue

Todas as informações sobre o mercado imobiliário e sobre a H URB num só local.

01
Ago17

Prestação da casa volta a descer em agosto

william-iven-8514.jpg

 

Os clientes que têm um crédito à habitação indexado à Euribor a seis meses vão pagar menos pela prestação da casa em agosto, diz a agência LUSA, citada pela jornal online Observador

Segundo os cálculos efetuados, um cliente com um empréstimo de 150 mil euros a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses com um spread de 1%, vai passar a pagar 463,88€ a partir de agosto, menos 2,49€ do que era pago desde fevereiro, data da última revisão da taxa. 

---

Comprar? Vender? Arrendar? Fale connosco!

H URB | O seu sonho começa aqui! 

31
Jul17

Preço das casas aumenta devido à falta de oferta

kevin-fernandez-37634.jpg

Kevin Fernandez

 

Nos próximos doze meses, os preços das casas podem subir 4%. Nos próximos cinco anos, o aumento pode ser de 5% ao ano.

Esta é a convicção dos mediadores e promotores imobiliários que responderem ao último Portuguese Housing Market Survey, o inquérito mensal de confiança. 

Ao jornal Público, Ricardo Guimarães, da Confidencial Imobiliário, refere que "para os agentes inquiridos, a escassez da oferta é a principal restrição à sua atividade e também o principal fator que está a determinar a evolução dos preços".

No entanto, os preços estão a subir por todo o país "de forma generalizada" e a situação não acontece somente nos grandes centros urbanos. "Este contexto pode impulsionar o desenvolvimento e o financimento de novas casas, reduzindo assim o desajustamento entre a oferta e a procura. Mas tal vai demorar a acontecer", diz o responsável. 

No cenário nacional, o Algarve foi a região do país que reportou uma quebra significadtiva com as colocações de casas para venda a cair nos últimos dois meses. Lisboa foi a região onde a procura foi maior. 

No mercado do arrendamento, a procura por parte dos arrendatários continua a subir, tendo registado em maio um aligeira desacelaração. A oferta, essa, continua a cair, mantendo as expetativas de crescimento do valor das rendas. 

 

Procura uma casa para arrendar ou comprar? Fale connosco! www.-h-urb.com 

H URB | O seu sonho começa aqui!

25
Jul17

Segurança contra incêndios em edíficios tem novas regras

piotr-chrobot-278530.jpg

 

O regime jurídico que gere a Segurança contra Incêndios em edfícios sofreu diversas alterações para "corrigir imprecisões e garantir uma maior eficácia jurídici", noticia o jornal Público citando um comunicado do Conselho de Ministros. 

Segundo o diário, as principais alterações passam pela atribuição aos munícipios de novas competências para "apreciar projetos e realizar vistorias e inspeções a edifícios classicados", ao mesmo tempo que o regime jurídico passa a ser mais claro, relativamente aos "requisitos necessários dos responsáveis pela elaboração de projetos de segurança contra incêndio". 

01
Ago16

80 mil famílias aproveitam juros baixos para pagar casas

photo-1459257831348-f0cdd359235f.jpg

 

A notícia é do portal CASA SAPO, mais de oitenta mil famílias tem estado a aproveitar os juros baixos para pagar os seus empréstimos. 
 
O mesmo portal afirma mesmo, citando o DN, que mais de 600 mil famílias têm já juros negativos, o que possibilita que os encargos com o crédito habitação têm vindo a descer. 
 
Segundo uma simulação feita pela DECO para a publicação "Dinheiro Vivo", os portugueses já pouparam cerca de metade desde 2008. Segundo a mesma simulação, em julho de 2008, a EURIBOR a seis meses estava em 5,088%. "Uma família com um financiamento para a casa de 150 mil euros e um crédito a 30 anos pagava, com um spread de 1%, 907,83 euros ao banco. Oito anos passados e esta mesma família viu a prestação encolher quase tanto como está agora a pagar: vão para o banco, hoje, 471,38 euros, menos 436,45 euros do que em 2008. A queda é de 48% no encargo mensal. Ao fim de um ano, estão a poupar mais de cinco mil euros, agora que a média mensal da taxa a seis meses está em -0,162%", refere o portal CASA SAPO. 
 
O analista da DECO/Proteste Nuno Rico, referiu ao Dinheiro Vivo que os principais beneficiados são os clientes que têm um contrato antigo. No entanto, "outros instrumentos de retalho", como as anuidades dos cartões de débito, têm visto os seus preços subir. 
23
Jul16

Como comprar casa?

photo-1460317442991-0ec209397118.jpg

Se veio parar a este artigo, de certeza que tem algumas dúvidas relativas à compra de casa. Este processo de compra pode ser complicado devido às diversas questões legais inerentes. 

Em todos os processos de compra, os nossos comerciais estão sempre disponíveis para o(a) ajudar. No entanto, há outras questões que também depende de si quando compra uma casa. O portal Zizabi preparou um guia sobre a compra de habitação. 

Aqui fica um pequeno resumo:

  1. Escolher a zona
    A escolha da zona onde a sua nova casa se localiza é fulcral. Quando escolhe o local, verifique as acessibilidades, confira o ambiente da vizinhaça e se é próxima dos vários serviços como escola, espaços verdes ou, mesmo, comércio.
  2. Procurar a casa
    Se já se decidiu qual a zona onde a quer procurar a sua nova casa, passemos ao passo seguinte: procurar o imóvel certo.
    No entanto, questione-se sobre o que realmente deseja: um apartamento ou uma moradia? Quantos quartos? Se for um apartamento, quero garagem? Se for uma moradia, quero uma moradia individual? 
    Se está a pensar pedir algum crédito à habitação, verifique junto do seu banco quais as condições que este lhe oferece. Normalmente, pode oferecer condições mais vantajosas. O Zizabi recomenda que "o peso do crédito no seu orçamento não deve ultrapassar os 30 a 45% do seu rendimento".
    Quanto a encontrar a casa ideal para si, é simples: fale connosco e nós faremos tudo para a encontrar. 
  3. Contrato
    Vai sair de uma casa arrendada? Se sim, comunique ao seu senhorio a sua saída. No entanto, há regras: consulte o seu contrato de arrendamento para verificar qual a antecedência prevista para notificar o proprietário. 
    Os imóveis que temos em carteira têm a sua situação legalizada. No entanto, caso compre uma casa por via particular, ateste a legalidade do que está a comprar: peça uma cópia dos decoumentos do imóvel (escritura de aquisição, certidão do registo predial) e verifique se não existem penhoras ou hipotecas. Veja também se a casa não está arrendada.

    photo-1429216967620-ece20ff3a5f9.jpg

    Após encontramos a casa dos seus sonhos, está na hora de o "reservarmos", isto é, assinar um contrato de promessa de compra e venda. O comprador e o vendador assinam este contrato prometendo que será assinado um contrato definitivo para a compra do imóvel, sendo que o comprador faz o pagamento de um sinal. Caso desista o comprador, perde o sinal dado. Caso o vendedor desista de vender o imóvel, terá de dar o sinal em dobro ao comprador. 

    Se vai pedir um crédito à habitação, está na altura do o fazer. Faça diversas simulações (a grande maioria dos bancos dispõe de simuladores online). Depois de pedido o crédito, o banco avalia e dá uma resposta com a suas condições. 
    A escritura é o fim do processo onde o comprador passa a ser o dono legal da casa. É feita num cartório Notarial ou numa conservatória do Registo Predial. 
    Deverá também fazer novos contratos dos vários serviços que precisa (água, luz, gás, telecomunicações) ou transferir os já existentes para o seu nome. Deverá consultar as empresas prestadores dos serviços pois estas têm condições específicas. 
  4. Alteração de morada
    Não se esqueça de alterar as moradas oficiais associadas, por exemplo, ao seu Cartão do Cidadão, Via Verde, Segurança Social ou, mesmo, no Serviço Nacional de Saúde. 
    Caso recebe correspondência de revistas ou cartões de fidelização, deverá, também alterar a morada. 
    Opte pelo serviço de reexpedição de correspondência dos CTT, garantindo que a morada que lhe estava destinada na antiga morada, lhe é entregue na nova morada. Deverá utilizar este serviço, pelo menos, no primeiro mês. 
  5. A mudança
    Por questões de segurança, mude a fechadura da sua nova casa. Faça a mudança com ajuda de amigos ou familiares ou contrate uma empresa de mudanças para que não tenha de se preocupar com assunto.
    Após tudo estar no sítio, celebre a mudança decorando tudo ao seu gosto ou, mesmo, com uma festa de inauguração. Mas tenha cuidado: se é um apartamento, há prédios onde as regras relativas a ruído são muito apertadas. Leio o regulamento que deverá estar disponível junto da empresa que gere o condomínio. 
    E lembre-se: uma casa completamente nova tem um prazo de cinco anos de garantia, relativamente a defeitos de contrução. Informe-se connosco relativamente a todas as condições. 

Depois destes passos todos, só tem que gozar da sua nova casa. Não se assuste: a H URB apoia-o(a) em todas as fases. Estamos sempre disponíveis para contacto no nosso site [www.h-urb.com] ou através das redes sociais.

26
Jan16

Prazo para entrega de declarações de rendas está a terminar

photo-1443110189928-4448af4a2bc5[1]

 Os senhorios vão ter que declarar as rendas obtidas durante o ano de 2015 até 1 de fevereiro, noticia o Notícias ao Minuto. 

Segundo o mesmo portal, com a entrada em vigor do código do IRS, os senhorios que optaram pela emissão do recibo eletrónico, ficam dispensados de apresentar esta declaração. 

O modelo 44 (disponível aqui) obriga a que os senhorios identifiquem também os imóveis arrendados e os inquilinos. Pode obter informações no Portal das Finanças ou ligar para o Centro de Atendimento Telefónico da AT (Autoridade Tributária e Aduaneira) (707 206 707), todos os dias úteis das 9h às 19h. 

07
Dez15

Fornecedores de energia pedem dados aos clientes para dar ao Fisco.

photo-1443834977073-ee1f86d38d0b[1]

As empresas de energia estão a pedir dados sobre os imóveis aos seus clientes para os facultar á Autoridade Tributária  (AT), noticia o Económico. 

Os clientes da EDP e da Galp, com contratatos novos ou que sofreram alterações e arrendamentos, estão a receber questionários com dados do imóvel. No entanto, segundo alguns juristas, e a apesar de as empresas terem de dar os dados à AT, os clientes não estão obrigados a responder a esta solicitação. 

As empresas passaram a estar, este ano, obrigadas a transmitir ao Fisco, informações sobre os seus contratos de forma a combater a evasão fiscal nos arrendamentos. Por exemplo, se uma casa tiver um contrato ou mais contratos em nome de um contribuinte diferente do do proprietário ou do seu agregado familiar, pode dizer à "máquina fiscal" que existem arrendamentos que não foram declarados. 

O não fornecer os dados do imóvel à empresa não impede a celebração do contrato de fornecimento. No entanto, a empresa vai comunicar à AT que essa informação não foi dada ao cliente. 

 

03
Dez15

Governo prorrogora prazo para emissão de recibos eletrónicos

Ov6ZY1zLTWmhPC0wFysP_IMG_2896_edt[1].jpg

O Governo decidiu prorrogar o prazo para a incrição de contratos de arrendamento e recibos eletrónicos, avança o jornal Diário Económico, citando a agência Lusa. 

O novo prazo estende-se até finais de dezembro. A decisão foi comunicada pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade: "Estimamos que existam muitos senhorios em situação de atraso e, por outro lado, que também se verificam dificuldades de adaptação por parte de empresas em relação a esta nova obrigação", referiu o elemento do novo executivo à agência Lusa. 

Recorde-se que todos os contratos atuais de arrendamento deverão ser registados na plataforma do Ministério das Finanças, sendo que os recibos desde janeiro de 2015 deverão ser emitidos na nova plataforma. 

 

23
Nov15

Dois terços das autarquias dão desconto no IMI a famílias com filhos

photo-1427243713560-583403bf9987.jpg

 

São já dois terços das autarquias do país que adotaram o desconto no IMI [Imposto Municipal sobre Imóveis] para as as famílias com filhos. 
 
Ana Cid, secretária-geral da Associação de Famílias Numerosas, disse à TSF que este número não surpreendeu a associação: "Tínhamos informação que os municípios, no caso de haver esta possibilidade, teriam o desejo de a adotar. Mostra que os municípios compreendem a medida." 
 
Para a associação, não se trata de um benefício: "Uma pessoa que tinha uma casa maior era automaticamente considerado que tinha um luxo e que tinha que pagar mais tributação. Este ajustamento para nós não constitui qualquer benefício. É apenas um tratamento de equidade e justiça."
 
207 munícipios já disponibilizam a medidam entre os quais Barcelos. O munícipio prevê reduções para as famílias com um (10% de redução), dois (15% de redução) ou três ou mais (20% de redução) filhos. 
23
Out15

Imóveis eficientes têm redução de IMI

photo-1420207452976-ae61088134b7[1]

Os prédios urbanos com eficiência energética podem ter um benefício fiscal com a redução até 15% da taxa de IMI, avança o Expresso.

Este benefício é aplicado a prédios em que tenha sido atribuída uma eficiência energética de classe "A" ou "A+", sendo que a prova é feita através da emissão de um certificado SCE (Sistema de Certificação Energética dos Edifícios), bem como quando existe um aproveitamento das águas residuais tratadas ou pluviais.

Os prédios que tenham sofrido obras de recontrução, alteração ou outras, e a sua eficiência energética tenha aumentado duas classes em relação à anterior certificação, são considerados para este benefício.

No entanto, existem condicionantes: o benefício não é para todo o país pois está dependente da aprovação da Assembleia Municipal da área do prédio em questão. Após essa aprovação, basta que o sujeito passivo faça um requerimento à Autoridade Tributária e Aduaneira. Após a aprovação por parte dessa entidade, este benefício produzirá efeitos a partir de 2016 e terá duração de cinco anos. 

Conheça o novo website da H URB em www.h-urb.com.

Somos Sociais

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no Facebook